Despesas Mensais - Análise inicial

Hora de calcular os gastos mensais

Estimulado inicialmente pelo post do Ministro do Investimento que cita um post do Clube dos Poupadores, e também depois pelo post do Investidor Inglês decidi analisar a fundo minhas despesas mensais e se os 3 pontos principais citados (Transporte, Alimentação e Habitação) são de fato meus maiores gastos.

Ter anotado as despesas mensais é algo tão simples e que por muitos anos ignorei completamente, o que com certeza teve impacto total em meu crescente ciclo vicioso de gastar mais do que ganha e de se manter na corrida dos ratos, o que estou aos poucos trabalhando para mudar.

Como entrei no emprego atual recentemente (fim de Julho) e com ele vieram gastos pontuais como abertura de empresa, gastos excedentes com transporte e contador, irei me focar e quantificar inicialmente apenas nos gastos que com certeza agora em Setembro e principalmente a partir de Outubro terei fixos e depois focarei em pensar nos gastos específicos que até o final do ano irão acabar, por isso o análise inicial do post.

A ideia é começar 2018 sem dívidas e com o nome fora do Serasa (mais sobre isso até o meio do mês que será quando terei recebido e iniciarei a negociação pra limpar o nome e pagar as dívidas) para poder de fato aportar boa parte do salário e viver com o padrão mais baixo possível de gastos, mas ainda sem deixar de "viver" com pequenos prazeres da vida adulta, até pra manter a sanidade mental.

Como não tenho um salário fixo, porque ganho por hora e dependendo do mês ou do nível de demandas pendentes/necessárias na empresa eu posso trabalhar mais ou menos horas, geralmente mais que as 40h padrões das pessoas comuns, eu irei analisar um salário hipotético baseado em um valor médio de 200h mensais de trabalho, o que dão em média 9.5h por dia útil (pegando a média de 21 dias úteis por mês), considerando que há dias que trabalho 11h e também trabalho de final de semana quando necessário.

Despesas com Habitação: 7.2% do salário médio, gasto baixo porque moro com os pais em casa própria, e os gastos que assumi pelos meus pais são energia, pacote com TV a cabo que raramente uso e internet de 60mb que não posso ficar sem devido ao meu trabalho ser 100% dependente de internet (sou Programador e quase que diariamente acesso o computador da empresa remotamente para fazer hora extra então de fato não posso ficar sem internet), plano para o celular que nunca uso totalmente o limite de 2GB de dados e os minutos de ligação mas sempre mantenho como emergência.

Despesas com Transporte: 6% do salário médio, com basicamente o gasto com ônibus fretado que me leva ao trabalho todo dia, são aproximadamente 170km entre ida e volta, bem cansativo no começo mas depois o corpo acaba acostumando a 1h30 dentro do ônibus pra ir (ao menos da pra ir dormindo, são aqueles ônibus com poltronas reclináveis que você quase fica deitado, com travesseiro, ar condicionado geralmente a 16º e cobertor, toda aquela frescura de ônibus desse tipo) e outras quase 2h pra voltar, um pouco mais longo mas que pelo menos desço literalmente na frente de casa, em frente ao portão.

Despesas com Alimentação: 9.3% do salário médio, porque trabalho em uma região nobre e almoçar custa caro, apesar de comer muito pouco (basicamente salada + carne) acabo gastando em média 8 a 12 reais por dia de almoço. Somado a este valor mensal está a compra do mês que faço em casa, como sou muito carnívoro compro obviamente muita carne o que ajuda a aumentar os custos. Além disso deixo uma "reserva porcaria" guardada de em média 150 a 200 reais por mês pra gastar aos finais de semana em saídas a locais diferentes do comum, como lanchonetes ou shoppings. Não gosto de locais frescos então evito ao máximo todo tipo de restaurante caro, no máximo vou 1x ao mês no Outback porque a costela deles é sensacional, mas geralmente vou em locais mais humildes, condizente a minha pessoa.

Então é isso, gasto em média 22.5% do salário médio com despesas de habitação, transporte e alimentação. Pouco ao meu ver, mas acredito que da pra melhorar, penso em um futuro não muito distante negociar com meus pais de cortar a TV a cabo ou ao menos diminuir a quantidade de canais do pacote (150 canais pros meus pais que não assistem nem 20% disso é dinheiro jogado no lixo!), mas não posso sair cortando, apesar de pagar o pacote sozinho preciso pensar neles por isso usei a palavra negociar acima.

Nos próximos meses terei uma noção mais exata de quantos reais de fato tenho como despesas fixas e quanto tenho de despesas variáveis, para poder assim conseguir mensurar o quanto consigo inicialmente guardar na reserva de emergência e depois usar para investir.

E vocês, tem noção exata de quanto tem de despesas?



Comentários

  1. Bom post Programado.
    Eu coloquei tudo na ponta do lápis e me assustei..rs
    Eu e minha noiva estamos em períodos de faculdade , o que pesa muito no orçamento.
    bons Investimentos.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado ISN, eu ainda não coloquei tudo exatamente na ponta do lápis porque estou em período de gastos pontuais por ter conseguido um emprego e ter a necessidade de abrir empresa, mas nos próximos meses irei fazer isso e ver no que dá pra economizar.

      Como moro com os pais minha expectativa é de ter como despesas no máximo 3k, espero que menos ainda, mas inicialmente vai ser difícil.

      Bons investimentos pra você também, te adicionando no blogroll, abraço.

      Excluir

Postar um comentário